História

Banner Hitória SATA

 

A Sociedade Açoreana de Estudos Aéreos, Lda. foi constituída a 21 de agosto de 1941, em Ponta Delgada, tendo como sócios José Bensaúde, Augusto d’Athaide Corte Real Soares de Albergaria, Albano de Freitas da Silva Oliveira, Augusto Rebelo Arruda e a Bensaúde e Companhia Lda., representada por António de Medeiros e Almeida.

A sua missão era, tal como hoje, servir os açorianos, quebrar o seu isolamento e encurtar distâncias entre as ilhas e destas para o resto do Mundo. Era este o desígnio de cinco ilustres micaelenses que ousaram abraçar este arrojado projeto, numa altura em que a Europa se encontrava envolvida na Segunda Guerra Mundial.

Em 1947, a Sociedade de Estudos Aéreos alterou a sua designação comercial para Sociedade Açoreana de Transportes Aéreos Lda. (SATA), devido à conclusão dos estudos que deram lugar à constituição da mesma; ao facto de o governo português ter entretanto concessionado à SATA, ainda que a título provisório, as ligações aéreas entre as ilhas de São Miguel, Santa Maria e Terceira; às condições internacionais que, com o fim do conflito mundial, possibilitavam a realização de tal empreendimento; e à cedência, em 1946, da infraestrutura localizada em Santa Maria ao Governo Português para exploração civil. Os sócios designaram gerente-delegado da SATA o Dr. Augusto Rebelo Arruda, sedearam os escritórios da empresa na Rua dos Mercadores, 7-11 e adquiriram a sua primeira aeronave, um Beechcraft UC-45B Expeditor.

Os Açores passariam a dispor de uma companhia aérea própria, a mais antiga do país em continuidade de operação, colocada ao serviço da unidade e do desenvolvimento económico de todos os açorianos.

 

1941

NASCE A SOCIEDADE AÇOREANA DE ESTUDOS AÉREOS
Nasce a SATA como “Sociedade Açoreana de Estudos Aéreos Lda.”, com sede em Ponta Delgada, na ilha de S. Miguel.


 

1947

A SATA ADOTA NOVA DESIGNAÇÃO
A SATA adota a designação comercial de “Sociedade Açoreana de Transportes Aéreos Lda.” e ganha asas com um Beechcraft UC-45B Expeditor (CS-TAA), batizado de “Açor”. Lamentavelmente, a 5 de agosto do mesmo ano, a SATA viria a viver um dos momentos mais difíceis da sua história, quando o Beechcraft Açor se despenhou na aproximação a Santa Maria, com quatro passageiros e dois tripulantes a bordo. O acidente foi fatal. Apesar das peculiaridades próprias de uma operação difícil (por vezes penosa, dadas as condicionantes da meteorologia nos Açores), a SATA sobreviveu à enorme contrariedade que representou a perda do seu único avião.

Beechcraft CS-TAA

 

1948

A atividade da empresa, brevemente interrompida após o trágico acidente com o Beechcraft, é retomada com a aquisição de dois DOVE. Estes aviões eram fabricados pela The Havilland Aircraft Co. Ltd.


 

1952

ASSISTÊNCIA EM TERRA PROVIDENCIADA A TERCEIROS
É iniciada a atividade de assistência em terra a terceiros, no Aeroporto de Santa Maria.


 

1958

A SATA AJUDA VÍTIMAS DO VULCÃO DOS CAPELINHOS
A SATA presta assistência no embarque das vítimas da tragédia do vulcão dos Capelinhos para os Estados Unidos, primeiro em Santa Maria e, mais tarde, na Base das Lajes. A SATA organizou, em parceria com a Pan American Airways, uma série de voos destinados a transportar sinistrados do vulcão dos Capelinhos para os Estados Unidos da América, com partida da Base Aérea das Lajes, utilizando aviões DC-6B daquela companhia norte-americana.


 

1959

SATA COMPRA ESTRUTURA DA TWA EM SANTA MARIA
A SATA adquire todo o equipamento da TWA existente no Aeroporto de Santa Maria e, cumprindo a sua ambição de crescimento e expansão, conclui um acordo de fusão de serviços com a Pan American, que resulta na integração de funcionários e equipamentos desta companhia nos serviços de assistência a aeronaves da SATA.


 

1960

SATA DÁ INICIO AO SERVIÇO PÚBLICO DE TRANSPORTE AÉREO
É confiado à SATA o Serviço Público de transporte aéreo de passageiros e carga, visando assegurar o funcionamento regular de operações aéreas inter-ilhas dos Açores.


 

1963

SATA ADQUIRE O SEU PRIMEIRO DC-3 DAKOTA
Chega à SATA o primeiro avião DC-3 proveniente da irlandesa Aer Lingus.


 

1967

SATA OPERA COM O PRIMEIRO AVRO HS-748
A companhia aérea amplia a sua frota e adquire um equipamento com maior capacidade, com vista a corresponder à crescente procura. A partir desta data e até 1969, a companhia aérea opera com DOVE, DAKOTA e AVRO.


 

1968

PRIMEIRAS ASSISTENTES DE BORDO
O espírito açoriano do serviço SATA chega aos céus quando, em 1968, os voos da companhia passam a ter assistentes de bordo que impressionam os passageiros pela sua disponibilidade e simpatia.

SATA primeiras Assistentes de Bordo

 

1976

SATA PRESTA ASSISTÊNCIA AO CONCORDE
O avião mais avançado da história da aviação civil, o Concorde, faz escala no aeroporto de Santa Maria, com assistência da SATA.


 

1977

PASSAGEIRO 1 MILHÃO
Cada vez mais pessoas usam os voos da SATA. Em 1977, a SATA recebe o seu passageiro 1 milhão.


 

1980

SATA PASSA A SER UMA EMPRESA PÚBLICA DETIDA PELO GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES
É extinta a SATA S.A.R.L e criada a Empresa Pública de Serviço Açoreano de Transportes Aéreos, SATA, EP, dotada de personalidade jurídica e de autonomia administrativa e financeira com património próprio e sujeita a intervenção tutelar.


 

1985

REPRESENTAÇÃO DA SATA CHEGA AOS EUA E CANADÁ
Constituídas as duas associadas da SATA - Azores Express e Atlantida Express - para operar voos charter para os EUA e Canadá.


 

1987

SATA PASSA A CHAMAR-SE SATA AIR AÇORES
A SATA passa a chamar-se SATA Air Açores e, nesse mesmo ano, recebe a medalha de prata de Mérito Turístico.


 

1989

OS ATP CHEGAM AOS AÇORES
A SATA adquire os primeiros British Aerospace ATP.

Avro HS 748 CS-TAR

 

1990

MUDANÇA E EXPANSÃO
A SATA vive momentos históricos: conclui a era dos AVRO HS 748, que durou vinte anos; adere à International Air Transport Association – IATA e à European Regional Airlines Association – ERA; adquire os escritórios da Canadian Pacific Airlines em Lisboa; e recebe dois aviões ATP.


 

1993

SATA AIR AÇORES ADQUIRE O DORNIER D228
É adquirido o equipamento Dornier DO228 por forma a melhor servir as ligações aéreas às nove ilhas do Arquipélago. O equipamento passa a servir rotas para a ilha do Corvo.


 

1994

SATA AIR AÇORES RECEBE MEDALHA DE HONRA
Como reconhecimento da qualidade dos seus voos e modo de operar, a SATA Air Açores recebe a cobiçada Medalha de Honra da International Civil Aviation Organization.


 

1995

SATA CONTINUA A CRESCER
A SATA dá mais um passo para a internacionalização ao fazer o seu primeiro voo charter fora de Portugal continental e ilhas. Opera com um Boeing 737-300. A frota Boeing cresce até 1998, com mais dois equipamentos Boeing 737-300.

Boeing 737 300 CS-TGP

 

1998

SATA INTERNACIONAL RECEBE O COA
A SATA Internacional diversifica os seus destinos, operando com equipamento Boeing 737-300, e recebe o COA (Certificado de Operador Aéreo), que lhe permite explorar rotas para destinos fora dos Açores e, assim, ingressar no competitivo mundo da aviação civil internacional.


 

1999

SATA ASSEGURA NOVAS ROTAS
A SATA Internacional ganha a concessão das rotas entre Ponta Delgada e as cidades de Lisboa, Porto e Funchal. A SATA Internacional adquire as primeiras unidades Airbus A310-300.

SATA AIR AÇORES VIVE UM TRÁGICO ACONTECIMENTO
O ano de 1999 terminou com um acontecimento trágico, que enlutou todos os Açorianos: o acidente da SATA Air Açores, a 13 de dezembro de 1999.


 

2000

VOOS PARA A AMÉRICA DO NORTE
A SATA começa a voar regularmente para os Estados Unidos da América e Canadá, aproximando de forma inegável as comunidades açorianas da região ao mercado da saudade.


 

2005

NASCE A SATA GESTÃO DE AERÓDROMOS
Nasce a mais recente empresa do Grupo SATA, a SATA Gestão de Aeródromos, responsável pela gestão e manutenção de 4 dos 9 aeródromos açorianos e da aerogare da ilha das Flores.


 

2007

SATA AUMENTA A SUA ATIVIDADE
A SATA Air Açores adquire mais um equipamento British Aerospace ATP e a SATA Internacional reforça a sua frota com mais um equipamento Airbus A310-300.


 

2009

RENOVAÇÃO DE FROTA
Chegam as primeiras duas unidades Bombardier Q200 à frota da SATA Air Açores. O Dornier DO228 deixa de voar e a SATA Internacional recebe mais uma unidade Airbus A320. As frotas da SATA compõem-se de Bombardier Q200, British Aerospace ATP, Airbus A320 e Airbus A310.


 

2010

SATA AIR AÇORES RECEBE O PRIMEIRO Q400 NEXTGEN
A companhia aérea SATA Air Açores recebe, em Toronto, o novo Q400 NextGen, numa cerimónia realizada nas instalações da Bombardier.

A transportadora prossegue com o programa de renovação integral da respetiva frota aérea. Durante o mês de março, do mesmo ano, a SATA Air Açores recebe mais três novas aeronaves Bombardier Q400 NextGen.

De Havilland Q400 CS-TRF

ÚLTIMA FASE DE RENOVAÇÃO DA FROTA
A 5 de novembro, o processo de renovação da frota da SATA Air Açores chegou ao final, com o phase-out da última aeronave BAe ATP, “Flores”, com a matrícula CS-TGN.

GRUPO SATA PIONEIRO A NÍVEL NACIONAL NO LANÇAMENTO DE MOBILE CHECK-IN E MOBILE BOARDING PASS
O Grupo SATA apresenta mais uma inovação no processo de check-in para os voos da SATA Internacional e SATA Air Açores.


 

2012

SATA AIR AÇORES 3ª MELHOR COMPANHIA AÉREA REGIONAL DA EUROPA EM 2011/2012
A SATA Air Açores recebe o prémio ERA Bronze Airline of the Year. Este prémio, recebido pela primeira vez na história da companhia, reconhece o trabalho desenvolvido por todos os seus colaboradores, no âmbito do processo de renovação da frota British Aerospace ATP, e evidencia os benefícios que os mais de 400.000 passageiros transportados anualmente pela SATA Air Açores experimentam e sentem ao viajar nos Bombardier Q200 e Q400 NextGen.


 

2013

SATA DISTINGUIDA COM CERTIFICAÇÃO PELA APCER
O Sistema de Gestão da Qualidade da SATA Gestão de Aeródromos recebeu a certificação ISO (International Organization for Standardization). Para a SATA, a obtenção deste certificado representa um instrumento que visa a continuação de um serviço para todos os clientes, estruturado na eficiência, qualidade e excelência.


 

2014

A MARCA SATA DISTINGUIDA COM PRÉMIO INTERNACIONAL DE DESIGN
O prémio Platinum A’ Design distingue projetos que atingiram o nível exemplar de excelência em design. A SATA vê assim distinguida a sua imagem assente no elemento gráfico BIA, um pássaro-sítio, símbolo do céu atlântico e que representa a união das 9 ilhas dos Açores.
Nesta competição estiveram envolvidos 78 países, 74 categorias e um júri internacional de 50 especialistas em design.


 

2015

SATA INTERNACIONAL PASSA A VOAR SOB A MARCA AZORES AIRLINES
A companhia voa sob uma nova marca que tem em conta a necessidade comercial de reforçar o seu posicionamento face ao destino Açores. A palavra Azores passa a ser referência na comunicação da Azores Airlines.

A321 neo motor

 

2016

AZORES AIRLINES DISTINGUIDA COMO UMA DAS 20 EMPRESAS MAIS ATRATIVAS PARA TRABALHAR EM PORTUGAL

AZORES AIRLINES RECEBE UM AIRBUS A330-223, BATIZADO COM O NOME DE CIPRIÃO DE FIGUEIREDO
O novo A330 foi batizado a 23 de março com o nome de Ciprião de Figueiredo, uma importante figura histórica, autor da célebre frase: “Antes Morrer Livres do que em Paz Sujeitos”, adotada como divisa da Região Autónoma dos Açores. Teve como madrinha a cantora, compositora e atriz luso-canadiana reconhecida internacionalmente e vencedora de um Grammy, Nelly Furtado.


 

2018

RENOVAÇÃO DE FROTA
A Azores Airlines recebe os novos Airbus A321neo e personaliza as suas fuselagens com palavras que pretendem homenagear o destino Açores. “Breathe”, “Wonder”, “Dream” são pronúncios do que se pode sentir quando se desembarca no Arquipélago. O CS-TSF e o CS-TSG integram a frota da companhia aérea.

AIRBUS A310-300 DESPEDE-SE DA FROTA DA SATA, INTERNACIONAL-AZORES AIRLINES
Com o seu último voo realizado em novembro de 2018, a SATA Internacional - Azores Airlines despede-se de um equipamento que marcou a sua história.


 

2019

O NOVO A321LR INTEGRA A FROTA
A Azores Airlines recebe o novíssimo Airbus A321LR, com inovação tecnológica de última geração, mais autonomia e maior eficiência. O CS-TSH chega em maio e inicia uma nova era na companhia aérea, tendo em conta a eficiência destas aeronaves de última geração. Leva na sua fuselagem o nome “Magical”.

Magical A321neo LR

 

2020

A PANDEMIA CHEGA A TODO O LADO. ÀS COMPANHIAS AÉREAS DO GRUPO SATA É PEDIDO QUE PAREM DE VOAR
Durante três meses, a atividade parou o seu curso habitual. Mobilizaram-se todos os esforços para servir a Região Autónoma dos Açores da melhor forma possível. Foram feitos voos cargueiros, voos de ajuda humanitária, operações aéreas especiais face às circunstâncias.
No final deste ano, chega a primeira unidade Airbus A321 LR neo, com maior alcance, ainda mais silenciosa e eficiente.

CHEGA MAIS UMA UNIDADE AIRBUS A321 LR
Em novembro de 2020, integra a frota mais uma unidade Airbus A321 LR de matricula CS-TSI e com o nome de “Inspire”. Dentro de um ano, chegará também em novembro, mais uma unidade do mesmo modelo, que envergará na fuselagem o nome “Peaceful”.


 

2021

O ANO DOS RECORDES
Foi o ano em que assinalamos dois recordes. A maior distância jamais percorrida em Airbus A321 LR, com um voo realizado entre Oakland e Terceira, e o voo mais longo em duração jamais efetuado neste tipo de equipamento, entre Lisboa e Bocotá, Colômbia. Um feito reconhecido e celebrado pelo fabricante Airbus. Também foi o ano que que a SATA Azores Airlines, com o esforço de tantos, alcançou um resultado inesperado, transportando quase tantos passageiros quanto em 2019, ano pré-pandémico. 2020 ficará na história como sendo o ano da pandemia que ameaçou seriamente o setor da aviação. Mas 2021 ficará marcado como tendo sido um ano de extraordinária recuperação no Grupo SATA. Os passageiros regressaram às viagens e o serviço superou todas as expetativas. Um bom presságio para o ano de 2022.


 

Loading...